(Comendador) Manuel Paulino DaSilva, C.E.T.

June 8, 2017 5 Condolences Print Obituary

With heavy hearts, the family of Manuel DaSilva announce his passing on Tuesday June 6, 2017 at the age of 85.

Manuel was born in Madeira, Portugal and spent his formative years in Sao Miguel, Azores as the eldest of twelve children where he met and married his wife, Cidalisa, who predeceased him in 2008.

Manuel retired from the Alberta Environment Protection Planning Division in 1993.

Manuel will be remembered by his five remaining siblings: Jose (Rosa), Fatima Vale, Manuela (Duarte) Viveiros, Eugenia (Zeca) Torres and Edmundo (Gwen); his sister-in-laws: Maria dos Anjos, Maria, Odete and Stella;  brother-in-law Fernando Raposo, as well as numerous nieces and nephews, extended family and friends.

He was predeceased by four brothers:  Eduardo, Ernesto, Virgilio and Francisco; his sisters: Maria Irene and Maria José and brother-in-laws: Rodolfo Vale and João Raposo.

Prayers
6:00PM Monday June 12, 2017
Our Lady of Fatima Portuguese Church
12311-55 Street Edmonton, AB

Mass of Christian Burial
10:00AM Tuesday June 13, 2017
Our Lady of Fatima Portuguese Church
12311-55 Street Edmonton, AB

Interment
St. Michael's Cemetery

In lieu of flowers, memorial donations may be made to the Royal Alexandra Foundation.

  1. May thoughts and prayers are with you.

  2. Para toda a família enlutada do querido amigo Manuel Paulino da Silva, endereçamos os nossos sentimentos de pesar. Que Deus vos conforte neste momento de profunda tristeza,
    Oferecemos a Deus as nossas preces pela alma do vosso familiar e nosso querido amigo de longa data.

  3. É com profundo Pesar que me associo ao sofrimento e dor que assola a família do nosso querido amigo, Manuel!
    A ele, Deus tenha tido em conta todo o bem que sempre prestou á Comunidade e o tenha no Eterno descanso.
    Aos familiares, que as saúdades se transformem em flores de Fé, caridade e Paz

  4. May thought and prayers are with you

  5. Manuel, você acreditava e isso é para mim suficiente e assim falarei consigo directamente pois certamente me ouvirá. Tarde, lhe dirijo estas palavras pois só ontem soube que tinha falecido em Junho passado! Fiquei triste mas calmo pois a vida desenrola-se e esta transição é às vezes uma libertação. Tenho pena de não ter podido estar presente na sua despedida para lhe apresentar o meu apreço e homenagem. Agora descanse pois não há mais sofrimento, solidão, ansiedade, ou preocupação que o atinja. Apenas harmonia e paz para si e para a sua familia! Conheci-o bem como colega e amigo desde 1980 servindo Alberta no Departamento ao qual dedicou muitos dos seus melhores anos e onde vezes sem conta trocámos ideias, algumas acerca das suas inúmeras actividades em prol da Comunidade Portuguesa a quem dedicou muito da sua capacidade. Você, Manuel a despeito das dificuldades nunca desistia, foi sempre um lutador incansável em prol das causas em que acreditava e que pelo seu trabalho sério e pragmático deve ser tomado como exemplo de um cidadão merecedor da maior dignidade, honra e respeito. Adeus meu amigo.

Reply to Condolence

Your email address will not be published. Required fields are marked *